Candidaturas

Candidaturas

Inscreve-te já na maior escola de medicina natural de Portugal!

Apoio à formação

O IPN, ao longo dos anos, tem vindo a premiar os que mais trabalham e mais investem no profissionalismo e dignificação das terapias não convencionais,  promovendo a saúde pela via natural . Entendemos que os nossos alunos são o nosso melhor cartão de visita. A imagem e o curriculum de uma instituição faz-se pela qualidade dos alunos que lança no mercado de trabalho e mede-se, necessariamente, pelo resultado e sucesso profissional desses terapeutas.

É a pensar nos nossos alunos e no seu empenho pelo sucesso que lançamos várias formas de homenagear e enaltecer todo o trabalho de dedicação, profissionalismo de muitos alunos, professores, colaboradores que, ao longo destes anos têm vindo a prestar serviços muito importantes à instituição IPN, à sociedade e à dignificação profissional.

Nós premiamos a competência, o empenho, a investigação, o profissionalismo dos nossos melhores alunos com o maior prémio de recompensa: ficar a fazer parte da nossa grande equipa

Venha fazer parte desta equipa!

Também há outras formas de apoio à formação - OS DESCONTOS: Nesta modalidade, os nossos alunos ou candidatos poderão ter um desconto no preço do curso, quando pertencem ao mesmo agregado familiar, ou quando fazem a inscrição de amigos: neste caso, ganha o aluno e o amigo. Também aqueles que já foram nossos alunos podem usufruir de descontos especiais ao inscreverem-se em novos cursos.

 

Mais: os alunos que se inscrevem em mais de um curso completo, ao mesmo tempo, usufruem, também, de descontos especiais.

No seguimento e enquadramento do projecto educativo do IPN, está a decorrer o prazo de entrega dos trabalhos candidatos ao PRÉMIO À INVESTIGAÇÃO JOSÉ MARIA ROBLES.

Este prémio consiste num prémio no intuito de promover o trabalho cientifico nas áreas vulgarmente pouco trabalhadas a nível cientifico e que não abarcam, ainda, muita investigação. Visa, também, incentivar o aluno a prosseguir os seus estudos de aprofundamento e especialização, no IPN, no intuito de formar um bom profissional. Neste sentido, vamos patrocinar um prémio ao (à) candidato(a), que apresente o trabalho mais bem elaborado na área da Medicina Natural, de acordo com as exigências do trabalho de investigação.

Podem concorrer, além dos alunos do IPN, professores ou colaboradores e candidatos externos que pretendam vir a realizar os seus estudos no IPN, desde que propostos e acompanhados por formadores do IPN.


REGULAMENTO

 (Artº 1º)

(Objectivo)

O Instituto Português de Naturologia, com o fim de contribuir para o desenvolvimento do conhecimento da Medicina Natural, nas suas diversas áreas de abordagem, métodos e áreas cientificas, institui o PRÉMIO À INVESTIGAÇÃO -JOSÉ MARIA ROBLES.

 

(Artº 2º)

(O Prémio)

1. O presente prémio é constituído pela concessão de uma bolsa de estudo correspondente a um crédito até 300 euros utilizável em formação no IPN e aplicável no mesmo ou no ano lectivo seguinte ao que é concedido o prémio.

 

2. Este prémio é garantido pelo IPN e é concedido ao melhor trabalho. Além da bolsa, se o júri assim o entender, o trabalho poderá ser proposto para publicação, feitas as correcções e adaptações que o júri entender tidas por pertinentes.

 

3. Poderão concorrer docentes e alunos que frequentam, neste momento, o IPN ou externos, que pretendam vir a frequentar, desde que já possuam conhecimentos em áreas da Medicina Natural.

 

4. Qualquer dos trabalhos tem de ter sido orientado e proposto por um docente do IPN

  

(Artº 3º)

( Critérios de atribuição de prémio)

Serão critérios de atribuição do prémio os que o júri definir, nomeadamente:

- Objectividade e actualidade do tema

- Rigor temático, técnico e de linguagem

- Ser docente ou aluno ou candidato a aluno do IPN

- Cumprimento das regras formais

- Originalidade e inovação do tema

- Grau e nível de investigação

  

(Artº 4º)

(Regras formais)

1. Os temas devem visar sobre as áreas de trabalho dos Departamentos do IPN ou com eles relacionados e podem tratar desde os aspectos teóricos, a estudos de casos (case study).

 

2. Relativamente à apresentação, o trabalho deve ser apresentado de acordo com o Manual de estilo anexo a este regulamento (anexo I).

 

3. O trabalho deverá ser apresentado em duplicado até 31 de Março, na Secretaria do IPN, em envelope fechado e dirigido ao júri do concurso do prémio, sendo o resultado comunicado até 30 de Abril de cada ano.

4. Findo o prazo estabelecido para a entrega dos trabalhos, o Júri reunirá para decidir quais os trabalhos que passarão à fase final de apreciação.

5. Nesta fase final, os candidatos terão de fazer uma defesa oral do trabalho, perante o Júri, que escolherá o trabalho vencedor.

 

(Artº 5º)

(Indivisibilidade do prémio)

1.O prémio não poderá ser dividido. É admissível a atribuição de menções Honrosas, quando o Júri julgar justificado.

 

(Artº 6º)

(Inéditos)

1. Os trabalhos têm de ser inéditos e não poderão, nunca ter sido publicados nem publicitados até à data da sua apreciação.

 

(Artº 7º)

(Secretariado)

Será organizado, na Secretaria do IPN, um processo para o concurso que será constituído por todos os documentos a ele referentes. A entrega dos trabalhos será anotada numa lista onde constará a identificação dos candidatos, o título completo dos trabalhos e a data precisa da entrega.

 

(Artº 8º)

(Júri)

1. O Júri está definido neste regulamento, podendo, em cada ano, ser alterado. Qualquer alteração será comunicada no anúncio da abertura do concurso.

2. Os membros do Júri não poderão concorrer aos prémios.

3. As decisões do júri serão tomadas por maioria absoluta de votos e delas não há recurso.

4. Em caso de empate o presidente do Júri tem voto de qualidade.

5. O Júri poderá agregar, um ou mais especialistas de reconhecida competência, sem direito a voto, para a apreciação dos trabalhos a concurso.

 

(Artº 9º)

(Não atribuição de prémio)

O Júri poderá, se assim o entender e fundamentadamente, não atribuir o prémio e, neste caso, o seu quantitativo reverterá para o IPN, que lhe atribuirá outro destino.

  

(Artº 10º)

(Cancelamento do prémio)

O Prémio será repartido ao longo do ano, pelo que se o aluno desistir da formação, não tiver aproveitamento, ou tiver sido indiciado de falta disciplinar, o prémio ficará cancelado.

 

(Artº 11º)

(Resultados)

O resultado do concurso será publicitado até 30 de Abril e comunicado ao vencedor, por carta registada, além de ser afixado no IPN

  

(Artº 12º)

(Acta)

De cada reunião do Júri será lavrada uma carta assinada por todos os seus membros.

 

(Artº 13º)

(Publicação)

1. O trabalho premiado e os que vierem a obter menções honrosas não serão devolvidos, ficando propriedade do IPN. Um exemplar de cada um desses trabalhos pertence obrigatoriamente ao IPN, reservando-se este o direito de os publicar.

 

2. Não poderão, por isso, serem produzidos noutra qualquer publicação sem autorização do IPN, sob pena de o IPN poder exigir indemnização.

 

3. A publicação, referida no ponto anterior, far-se-á na íntegra ou na forma de resumo, expressamente elaborado pelo premiado, conforme decisão do IPN.

  

(Artº 14º)

(Composição do Júri)

 

1. O Júri será constituído pelo Presidente do IPN, pela Directora Geral, pelos Directores dos Departamentos, pelos Coordenadores e pelo orientador do trabalho.

 

2. Para cada concurso poderão ser convidados elementos externos especialistas nos temas dos trabalhos apresentados.

 


(Artº 15º)

(Cerimónia de entrega dos prémios)

 

O IPN realizará uma cerimónia solene de entrega do Prémio, no Dia do IPN, onde poderão participar convidados dos alunos premiados.

  

(Artº 16º)

(Casos omissos)

Os casos omissos deste Regulamento serão preenchidos por decisão do Conselho de Directores e Coordenadores.

  

Porto, 1 de Junho de 2006

A Directora Geral do IPN

Prof. Doutora Manuela Maia

 

Solicita-se aos interessados que consultem o Manual de Estilo, referido Regulamento do Concurso, junto da Secretaria.

premio_2

Este prémio visa premiar os alunos que, durante o seu período de formação no IPN, num determinado curso, se distinguiram por:

 

a) Revelarem atitudes exemplares de superação das suas dificuldades;

 

b) Alcançarem excelentes resultados escolares;

 

c) Produzirem trabalhos académicos de excelência ou realizarem actividades curriculares ou de complemento curricular de relevância;

 

d) Desenvolverem iniciativas ou acções exemplares no âmbito da solidariedade social, que demonstrem maior dedicação e empenho na procura do bem dos outros.

 

e) Mais se distinguirem pela sua participação nas actividades organizadas pelo IPN e na promoção de actividades culturais e/ou recreativas, em prol do prestígio do IPN.

 

f) Revelarem excepcional desempenho, qualidade técnica, profissionalismo, bom enquadramento institucional e excelente relacionamento humano, na actividade clínica

 

Este Prémio está sujeito a um regulamento que estabelece os requisitos de candidatura e as condições de atribuição do prémio.


REGULAMENTO

 

(Artº 1º)

(Objectivo)

  

    O Instituto Português de Naturologia visa, com este Prémio, realçar o especial trabalho desenvolvido por alguns dos seus alunos, na vida académica, nas suas várias vertentes, prevendo, por isso algumas classes, que neste regulamento estão descritas.
    Este Regulamento tem como objectivo primordial definir critérios de avaliação e requisitos que os alunos devem reunir a fim de poderem ser enquadrados nos Prémios de Mérito.
    O aluno que vier a integrar os Prémios de Mérito não deverá ter sido sujeito, nesse ano lectivo, a qualquer medida ou sanção disciplinar ou faltas injustificadas

(Artº 2º)

(Tipos de Prémio e Louvor)

 

Os prémios reconhecidos são três: Prémio Cidadania, Prémio de Excelência e Louvor de Desempenho .

 

(Artº 3º)

(O Prémio Cidadania)

 

O Prémio Cidadania reconhece os alunos ou grupos de alunos que:

 

a) Desenvolvam atitudes ou iniciativas exemplares de benefício social, comunitário ou de solidariedade dentro ou fora da escola;

 

b) Tenham manifestado na sala de aula ou na escola atitudes exemplares ao nível do respeito pelos outros e/ou cooperação, entreajuda, colaboração.

 

c) Tenham participado, de forma notável, em projecto ou actividade em prol do enriquecimento académico, de prestígio do IPN e em prol de toda a comunidade escolar.

 

d) Tenham desenvolvido, de forma destacável, a sua participação nas actividades organizadas pelo IPN e na promoção de actividades culturais e/ou recreativas, em prol do prestígio do IPN.

 

(Artº 4º)

(O Prémio Excelência)

 

 O Prémio Excelência destaca, no final do ano lectivo:

1. Os alunos do IPN, inscritos aos seus cursos, que atingem uma média geral final de curso igual ou superior a 16,0 (dezasseis) valores no conjunto das disciplinas e sem classificações inferiores a 10 (dez). Só serão considerados os alunos matriculados pela primeira vez a todas as disciplinas do ano em que estão inscritos.

2. Tenham a situação administrativa regularizada, não existindo, no seu processo, qualquer irregularidade.

3. Nunca ter reprovado em qualquer avaliação.

4. Em caso de empate, haverá que ter em conta o histórico curricular do aluno.

5. E, se mesmo assim existir empate, será constituída uma Comissão de docentes que avaliarão o curriculum académico do aluno.

  

(Artº 5º)

(Louvor de Desempenho)

    Os alunos que na sua formação em clínica se tenham revelado especialmente capazes, empenhados, profissionais, bom relacionamento humano e dedicados ao trabalho clínico são reconhecidos com uma Carta de Recomendação e Mérito por Excelência de Desempenho.
    A atribuição desta Carta de Recomendação é proposta pelo docente responsável pela orientação clínica do aluno, junto do Director da Clínica onde o aluno prestou o seu trabalho.

 

(Artº 6º)

(Processo de Candidatura para os Prémios)

 

1. No final do ano lectivo, que termina a 30 de Setembro, cada Director de Departamento ou Coordenador de Pólo promove um processo de nomeação dos alunos que reunem os requisitos legais, por cada curso e que merecem integrar os Prémios Cidadania, Excelência ou Louvor, podendo os alunos ser propostos em simultâneo para os diferentes prémios.

 

2. Compete a cada Director de Departamento ou Coordenador de Pólo apresentar, em reunião de Conselho, composto por Director Geral, Directores de Departamento, Coordenadores de Departamento e Coordenadores de Pólos a proposta dos nomes dos alunos para os respectivos prémios.

 

3.Será registada a proposta de nomeação em impresso próprio, no qual consta a respectiva fundamentação e na acta da reunião. Será nomeada uma comissão composta por vários docentes dos alunos nomeados que verificará o cumprimento dos critérios definidos no presente regulamento.

 

4. Todo o processo de seleção e decisão deverá estar concluído até 30 de Outubro, devendo os resultados ser publicitados, no site e nas instalações do IPN, até 15 de Novembro.

 

5. Os Prémios Cidadania,  Excelência ou Louvor são homologados pelo Director Geral do IPN.

  

(Artº 7º)

(Atribuição dos Prémios Cidadania e Excelência )

 

1. Aos alunos que integrem, no final de cada ano lectivo, os Prémios acima referidos será atribuída a menção respectiva que será registada no processo individual.

2. A atribuição das menções pode corresponder, também, a um prémio simbólico de natureza eminentemente educativa, a definir pelo IPN.

3. Os alunos que integrem, no final de cada ano lectivo, os Prémios de Cidadania, Excelência e Louvor receberão um diploma, a ser entregue no Dia do IPN.

 

(Artº 8º)

(Publicitação dos Prémios )

 

1. Compete à Comissão a divulgação, no final do ano lectivo, dos alunos nomeados, através da afixação em local visível e a sua publicitação através do site do IPN.

 

2. A publicitação poderá, ainda, constar no Certificado de Formação, se o aluno assim desejar.

 

(Artº 9º)

(Cerimónia de entrega dos prémios)

 

O IPN realizará uma cerimónia solene de entrega de prémios, no Dia do IPN onde poderão participar convidados dos alunos premiados.

  

(Artº 10º)

(Casos omissos )

Os casos omissos deste Regulamento serão preenchidos por decisão do Conselho de Directores e Coordenadores.

 

DESCONTOS: Nesta modalidade os nossos alunos ou candidatos poderão ter um desconto no preço do curso, quando pertencem ao mesmo agregado familiar, ou quando fazem a inscrição de amigos. Também aqueles que já são nossos alunos podem usufruir de descontos especiais se se inscreverem em  vários cursos.

 

Mais: os alunos que se inscrevem em mais de um curso completo, ao mesmo tempo, usufruem de descontos especiais. SAIBA TUDO NA SECRETARIA DO PÓLO ONDE SE INSCREVE.