Plantas Terapêuticas B-learning

Horas de Formação:
240 horas

Início e Término do Curso:
Novembro, Janeiro, Março e/ou Maio.

 

OBJECTIVO GERAL: A formação em Plantas Terapêuticas tem como objectivo dotar os alunos apenas dos conhecimentos, sobre várias plantas usadas na terapia e aconselhamento.

MODALIDADES DE FORMAÇÃO: B-learning

METODOLOGIAS DE FORMAÇÃO E AVALIAÇÃO: O formando tem, à sua disposição, um programa com um conteúdo igual ao da formação totalmente presencial, mas adaptado à tecnologia da comunicação via internet, com ferramentas de comunicação, gestão e disponibilização de recursos e interação pedagógica (fóruns, sistemas de mensagens, chat rooms, vídeo-conferência e ambientes colaborativos para trabalho de grupo).

Para isso, será acompanhado através de tutoria ativa, com acompanhamento do formador promovendo a participação de todos, interação através de chats, email, fórum ou audioconferência. O formando nunca está só e aprende em colaboração com o formador e os colegas.

A formação está sujeita a um cronograma pré-estabelecido que o aluno terá de respeitar, podendo, depois, gerir o seu trabalho de acordo com  esse calendário de trabalho. Esta calendarização de tarefas e atividades constitui um fator de incremento, organização e motivação, já que exige um maior nível de autonomia do formando e, necessariamente, maior responsabilização e autodisciplina. Para tal, contribui, ainda, a existência de vários momentos de avaliação permitindo ao formador, por um lado, acompanhar a evolução do aluno e, por outro lado, possibilitar ao formando verificar se está a cumprir com os objetivos.

Pretende-se, assim, em formações de componente mais teórica, a aquisição de conhecimentos por via mais adequada à vida atual.

Os cursos onde será permitida esta modalidade de aprendizagem terão, no site do IPN, uma FICHA onde estará toda a informação sobre o conteúdo programático, os dias das sessões presenciais, o cronograma de trabalhos, o preço, os requisitos, etc.

As horas  de formação incluem horas letivas presenciais, de autoestudo e contacto, de acordo com o horário e calendarização entregue ao aluno no início de cada ano letivo, no pólo onde se inscreve.

DIPLOMAS: Certificado de Formação Profissional de acordo com o modelo publica- do na Portaria nº 474/2010, de 08 de Julho e um diploma de Estudos, se pretendido.

Informação adicional

Local

Pólo Porto, Pólo Lisboa, Pólo Coimbra, Pólo Braga

Plano Curricular

Fitoterapia (120 horas)
 História da Fitoterapia Formulações Galénicas em Fitoterapia | Monografias de plantas com actividade no aparelho cardiovascular | Monografias de plantas com actividade no aparelho genito-urinário | Monografias de plantas com actividade no metabolismo | Monografias de plantas com actividade no aparelho respiratório.
Botânica (120 horas)
Introdução | Introdução à Sistemática e Taxonomia Vegetal | Morfologia  Externa das Espermatófitas | Característica das Espermatófitas | Métodos de Multiplicação de Plantas | Colheita e Conservação de Plantas | Monografias das Plantas mais utilizadas em Fitoterapia.

Formadores

Maria do Carmo Tavares

Engenheira Biofísica – área de Ordenamento e Gestão Ambiental. Mestre em Gestão e Conservação de Recursos Naturais. Trabalhou desde 2007 enquanto Consultora Técnica (gestão de Biodiversidade na agricultura, floresta e áreas protegidas), dinamizadora de projetos de educação ambiental e gestora de formação, na empresa AmBioDiv. Formadora desde 2014 na cadeira de Botânica I e II no Instituto Português de Naturalogia. Formadora na Liga da Protecção da Natureza desde 2014. Iniciou funções em Janeiro de 2018 enquanto Técnica no FSC Portugal. Tem participado ativamente em eventos, nacionais e internacionais, relacionados com Biodiversidade, Ecologia de Ecossistemas, Vegetação e Botânica.

José Amaral

 

Licenciado em Relações Internacionais, Universidade Lusíada, frequência de Mestrado pela University of London, Senate House. Osteopata pelo Instituto de Salud Integral Kiros. Naturopata e Homeopata – IPN. Terapeuta Biofeedback (SCIO), Formador e palestrante em diversas áreas da Medicina Natural e de Desenvolvimento pessoal/Intuitivo.

 

Catarina Maia

 

Licenciada em Direito pela Universidade Autónoma de Lisboa. Mestranda do Curso de Mestrado em Relações Interculturais na Universidade Aberta. Diplomada em Naturopatia, com o curso de Medicina Tradicional Chinesa. Especialista e formadora em Nutrição Ortomolecular e Fitoterapia; Especialista e formadora em Técnicas de Anti-aging e Diagnóstico Naturopático, no IPN – Instituto Português de Naturologia, em Lisboa. Especialização em Chi Kung. Autora e Dinamizadora de vários projetos educativos na área da Medicina Natural. Participação em várias conferências e seminários na área da medicina natural nas suas mais amplas vertentes. Autora de um estudo de investigação sobre os hábitos de ingestão de água em crianças em idade escolar, publicado no Scientific Journal of Natural Medicine e apresentando no ICNM – International  Congress on Naturopathic Medicine, realizado em Barcelona, em Julho de 2016. Autora de um estudo sobre a relação existente entre o aumento da ingestão de água e os níveis de atenção e concentração em crianças em idade escolar, que foi divulgado e apresentado na Conferência Anual da EHMA – European Health Management Association, na Universidade de Bocconi, Milão, em Junho de 2017 e no ICNM – International Congress on Naturopathic Medicine, realizado em Londres em Julho de 2017, onde foi distinguido com o Prémio de Melhor Poster do Congresso. Autora de um estudo de investigação sobre a aplicação de técnicas de Chi Kung no desenvolvimento da personalidade da criança: auto-estima e auto-controle, o qual vai ser apresentado no ICNM – International Congress on Naturopathic Medicine, a realizar em Londres em Julho de 2018. Co-autora de um livro temático na área da Naturopatia, denominado Cadernos de Naturopatia, publicado em 2016. Membro do Centro de Investigação Professor Doutor Joaquim Veríssimo Serrão e do Centro de Investigação em Medicina Natural.